17/05/2019 às 13h56min - Atualizada em 17/05/2019 às 13h56min

Mãe é filmada agredido filha com gravetos em casa e avó denuncia caso à polícia na Bahia

Caso ocorreu no município de Ipirá, a cerca de 200 km de Salvador. Suspeita prestou depoimento e vai responder pelo crime de maus-tratos.

Mãe é filmada agredindo filha com vareta na BA para obrigar menina a tomar banho — Foto: Reprodução/TV Bahia


Uma mulher foi filmada no momento em que agredia a filha na cidade de Ipirá, a cerca de 200 km de Salvador. A avó materna da menina denunciou o caso ao Conselho Tutelar da cidade e à Polícia Civil, que abriu investigação para apurar o ocorrido.

No vídeo, gravado na quinta-feira (16), a mulher aparece usando gravetos para agredir a criança, que, mesmo chorando, continua apanhando. Não há informações sobre quem fez a gravação e nem sobre a idade da criança.

A menina aparece, inicialmente, sendo agredida quando estava deitada no chão enquanto a mãe a acusa de ter feito algo. "Você fez. Eu te falei para não fazer e você fez", diz a mãe enquanto a agredia.

Depois, em outro trecho do vídeo, que ganhou bastante repercussão nas redes sociais, a mãe ordena que a criança se levante e vá tomar banho. Em outro cômodo da casa, ela pede para a menina tirar a roupa e entrar em uma bacia com água. Mesmo já despida e na bacia, no entanto, a menina continua a ser agredida.

 
A mãe, que não teve identidade divulgada, prestou depoimento à polícia na manhã esta sexta-feira. A polícia informou que a atitude dela é de crime de maus-tratos, que se configura mesmo quando as agressões tem intuito de educar.



A polícia informou a criança será encaminhada para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para fazer exame de corpo de delito e ficará sob custódia dos avós maternos. A mãe vai responder em liberdade.

A pena pelo crime de maus-tratos varia de dois meses a dois anos de prisão, ou multa, e pode ser aumentada nos casos em que a vítima tem menos de 14 anos ou em caso de lesão corporal grave e morte.

Veja o vídeo aqui

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp