17/01/2017 às 21h52min - Atualizada em 17/01/2017 às 21h52min

Carne contaminada é impedida de chegar ao consumo humano na Bahia

Pelo menos oito animais com lesões sugestivas para tuberculose, foram impedidos de ir ao consumo nos últimos dois anos, em um matadouro no município de Miguel Calmon.

ASCOM/ADAB-BA
 
Pelo menos oito animais com lesões sugestivas para tuberculose na carcaça, foram impedidos de ir ao consumo humano pela ação da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura (Seagri), nos últimos dois (2) anos, em um matadouro no município de Miguel Calmon. Por se tratar de matadouro certificado, que atende a 22 cidades do interior da Bahia, o local é diariamente submetido à inspeção de técnicos da Agência, que no momento do abate analisam e identificam se a carne está infectada, e caso seja confirmado, recolhem uma amostra para ser analisada por um laboratório conveniado junto ao órgão.

A ADAB tem realizado diversas ações de fiscalização e apreendido grande quantidade de carnes consideradas clandestinas ou impróprias, que seriam destinadas ao consumo humano na microrregião de Jacobina e Miguel Calmon, com objetivo de zelar pela saúde humana.

De acordo com o coordenador Regional da ADAB, André Rios, esse é um dos principais motivos das intensas intervenções da Agência contra o abate clandestino na região. "Se os animais fossem abatidos clandestinamente, ocorria o risco de acontecer a comercialização da carne, o que causaria grandes danos à saúde humana. No abate clandestino, muitas vezes elimina-se a parte com má aparência e vende-se o restante do produto, porém a doença já está em toda a carne. É necessário que o produto seja totalmente descartado", disse. Ele também chama a atenção para a questão da falta de higiene, o transporte, a falta de acondicionamento adequado e o armazenamento.

A orientação da ADAB é que os consumidores optem sempre por comprar carne em açougues, que comercializem os produtos fiscalizados e, que se enquadram certificados com o selo de inspeção.


Wagner Machado
Assessoria de Comunicação
noticia.ascom@adab.ba.gov.br
www.adab.ba.gov.br

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp