18/07/2019 às 20h15min - Atualizada em 18/07/2019 às 20h15min

Pesquisadores descobrem semente brasileira que é capaz de inibir câncer de mama agressivo



Com apenas 1 centímetro, a semente da árvore Tamboril (Enterolobium contortisiliquum) é capaz de inibir o câncer de mama triplo-negativo, um dos tumores mais agressivos e o qual não teve avanços significativos no desenvolvimento de terapias e tratamentos nos últimos anos.

cee382f829b62ca557555fdebf7eff7c.jpg

cee382f829b62ca557555fdebf7eff7c.jpg

Pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo descobriram que a molécula isolada da semente é capaz de impedir a migração e a metástase de câncer de mama e de outros tipos de tumor, como o gástrico e o de pele.

A professora da Unifesp Maria Luiza Vilela Oliva, coordenadora da pesquisa, isolou a molécula durante seu doutorado no final de 1980. Hoje, a equipe tem conseguido isolar novas moléculas e determinar a estrutura dessas proteínas e modelá-las.

1c03a2427a4b0b2aaaf0dc9433416f36.jpg

1c03a2427a4b0b2aaaf0dc9433416f36.jpg

Capaz de atuar em diferentes modelos fisioterápicos, como inflamação, trombose e tumores, foi constatado também que o tratamento tem efeito em animais.

Agora, o avanço das pesquisas pode tornar a proteína da semente de tamboril virar um possível remédio contra o câncer de mama.

A árvore Orelha-de-Macaco, conhecida como Tamboril, Timbaúva ou Timburi, pode ser encontrada na Amazônia, no Cerrado e na Mata Atlântica assim como na região nordeste. Sua madeira é geralmente usada para a fabricação de canoas, brinquedos e caixotaria em geral. Suas flores são brancas e florescem de setembro a dezembro.

e96b51cbdafe1334f8a17dc0920f70d5.jpg

e96b51cbdafe1334f8a17dc0920f70d5.jpg

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp