25/07/2019 às 18h44min - Atualizada em 25/07/2019 às 18h44min

Operação prende em Feira acusado de assalto a carro-forte e bancos no Tocantins

Quinze policiais do Tocantins participaram da operação.

Com informações e fotos do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade.


Policiais do estado do Tocantins realizaram uma operação em Feira de Santana, na manhã desta quinta-feira (25), com o intuito de prender o sexto e último integrante de uma quadrilha de assalto a carro-forte e agências bancárias, que agia naquele estado.

Na ação o homem, que não teve o nome divulgado, foi preso. Ele estava com mandado de prisão preventiva em aberto e mora no conjunto Feira V, em Feira de Santana. Quinze policiais civis da Divisao Estadual de Investigação Criminal de Palmas (Deic) e do Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote) do Tocantins participaram da operação, que realizou abordagens na Avenida Maria Quitéria, por volta das 11h40 da manhã.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o delegado Eduardo Menezes informou que a organização criminosa foi responsável por dois ataques a carro-forte no estado do Tocantins, na região central do estado, uma tentativa na cidade de Pedro Afonso, onde eles acionaram os explosivos, mas não conseguiram ter acesso ao dinheiro, e numa outra oportunidade realizaram um ataque na cidade de Guaraí, onde conseguiram levar aproximadamente 3 milhões de reais.

 

“As investigações prosseguiram e viemos a Feira de Santana para prender o último integrante dessa quadrilha. E segundo o que foi colhido, ele é o chamado explosivista como também é o responsável por operar uma metralhadora ponto 50, utilizada no crime e que foi apreendida por uma equipe de investigação de assalto a banco do estado de Goiás e do Pará”, informou o delegado ao Acorda Cidade.

O delegado Eduardo Menezes disse que o acusado mora há três anos em Feira de Santana e vivia como cidadão comum na cidade, uma vez que os ataques a carro-forte e a estabelecimentos bancários eram feitos em locais muito distantes.

“Ele é empresário de um ramo que ainda não sabemos. A gente fez o levantamento da residência dele e disponibilizamos equipes ao redor. Em determinado momento ele saiu da residência com a esposa e a gente fez o acompanhamento. Demos a ordem de parada, ele se esquivou e iniciou-se a perseguição por alguns quilômetros, mas conseguimos realizar a prisão”, relatou o delegado.
 


Curta a página do Site Portal Serrolândia e mantenha-se atualizado diariamente, clique e participe.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp