13/03/2020 às 16h13min - Atualizada em 15/03/2020 às 19h27min

Pandemia de Coronavírus faz crescer a procura por Congelamento de Óvulos

Seguindo uma tendência mundial, a busca pela realização do procedimento no Brasil, cresceu, em média, 30%

DINO
http://www.mae.med.br

Na semana passada, uma das clínicas de fertilidade mais famosas de Nova York, a CCRM Fertility NY viveu dias de puro agito. É que, em virtude do primeiro caso de Covid-19 registrado por lá, o de um advogado que estaria em estado crítico, as pacientes do médico responsável pela clínica correram atrás para garantir o congelamento de seus óvulos, ou o do sêmen de seus parceiros. Ou, na maioria dos casos, os dois procedimentos.

O medo dessas mulheres tem a ver com a pandemia global causada pelo novo coronavírus que, segundo algumas teorias ainda não confirmadas, pode causar infertilidade em pacientes infectados pela doença. De acordo com o especialista em reprodução assistida, Dr. Alfonso Massaguer, "há indícios de que a contaminação por Covid 19 comprometa várias células do nosso corpo, como renais e testiculares". Estão sendo realizadas várias pesquisas que indicam alguns pacientes com função renal anormal ou até dano renal, além de lesão no sistema respiratório. "Isso desperta nosso interesse em saber se a infecção por coronavírus afetará os sistemas reprodutivos urinário e masculino", complementa o médico. No entanto, a Organização Mundial de Saúde, informou que ainda não há nenhuma evidência científica que comprove essa teoria, mesmo assim, a busca pelo congelamento de óvulos e sêmen aumentou cerca de 30%.

Para as que ainda não são mães e estão perto de completar 40 anos de idade, o temor é ainda maior, já que essa grande epidemia global impede as pessoas de saírem de casa por longos períodos e, neste sentido, garantir uma gravidez segura no futuro é uma questão preventiva. Por fim, há ainda as que temem uma crise financeira sem precedentes causada pelo Covid-19. Segundo Dr. Alfonso, "As pessoas estão com medo e querem se resguardar, mesmo não tendo um indicativo concreto de que o coronavírus cause efeitos negativos durante a gestação. Os primeiros estudos mostram crianças saudáveis nascidas de gestantes que contraíram o coronavírus", tranquilizou o doutor.

Cuidados em relação a gravidez tardia

Por conta dos riscos da gravidez aos 40, é importante tomar alguns cuidados importantes. O primeiro deles é fazer o acompanhamento pré-natal. Além disso, é importante manter cuidados básicos como uma alimentação balançada, evitar muito esforço e ter atenção redobrada em relação a ingestão de medicamentos.

Apesar das chances serem menores, uma gravidez aos 40 é totalmente possível. Tudo é uma questão de procurar o profissional certo que possa te orientar sobre os melhores tratamentos, os riscos envolvidos no processo, bem como os cuidados a serem tomados para garantir uma gestação mais tranquila.

Uma opção em tratamentos de FIV é a biópsia de embriões, onde células do embrião são retiradas e analisadas em laboratório. Desta maneira, uma análise cromossômica mostra se aquele embrião tem o número correto de cromossomos. Se o embrião possuir um resultado normal deste exame, trará uma gravidez com taxas de abortamento e síndrome de Down menores que de uma mulher jovem.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp