20/07/2020 às 18h48min - Atualizada em 20/07/2020 às 20h33min

Para quem busca boa forma, a Criofrequência pode ser associada a outras terapias para remodelação corporal e facial

Através do avanço tecnológico, existem tratamentos estéticos que estimulam colágeno, levando ao rejuvenescimento da pele. A Criofrequência da Body Health é uma dessas terapias. Para resultados ainda melhores e potencializados, a Criofrequência pode ser associada a outras terapias como Ultrassom, Endermologia e Criolipólise. Essas terapias também agem na gordura localizada e tem ótimos resultados na remodelação.

DINO
https://www.bodyhealthbrasil.com/

Devido a um processo natural do organismo, a partir dos 30 anos, há uma queda na produção de colágeno – proteína responsável por “sustentar” e dar firmeza e elasticidade à pele. Com o passar do tempo, essas fibras são degradadas mais do que são produzidas. Além disso, a qualidade dessas fibras é alterada quando comparada à produção em organismos jovens e saudáveis.

Como resultado, a renovação celular e a tonificação da pele e dos músculos ficam comprometidas, dando um aspecto de moleza e falta de sustentação, conhecida como flacidez, que pode ser corporal ou facial. Isso faz com que os contornos, tanto do corpo, quanto do rosto, também sejam comprometidos.

Somados a isso, fatores genéticos e/ou relacionados ao estilo de vida também contribuem para que a flacidez seja acelerada e fique mais evidente. Cor da pele, exposição solar, maus hábitos de alimentação, sedentarismo, tabagismo, dentre outros, são alguns exemplos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, dependendo desses fatores, as funções fisiológicas normais da pele podem diminuir pela metade até a meia idade.

Como a pele fica mais visível, pode parecer que ela é a única vítima da flacidez, mas não é! Os músculos também são afetados quando há falta de tônus muscular. Por esse motivo, existem dois tipos de flacidez: a flacidez tissular (de pele) e a flacidez muscular. É muito comum esses dois tipos aparecerem associados, o que piora ainda mais o aspecto.

Através do avanço tecnológico, existem tratamentos estéticos que estimulam colágeno, levando ao rejuvenescimento da pele. A Criofrequência da Body Health é uma dessas terapias, sendo indicada para tratamento de gordura localizada, flacidez e remodelagem corporal e facial.

A Criofrequência é uma tecnologia que possui 1050 watts de potência e também o sistema crio de resfriamento para o maior conforto, além de proporcionar um lifting instantâneo. O encontro do frio com o calor produz milhões de choques térmicos, que desestabilizam o metabolismo local gerando um terceiro efeito fisiológico: a formação de novas fibras de colágeno, conhecida como neocolagênese.

O calor interno de até 60 graus da Criofrequência estimula a produção de colágeno na pele, sendo indicado para o tratamento de flacidez. Também proporciona a eliminação da gordura, fazendo a remodelagem corporal. Dessa forma, é capaz de tratar simultaneamente gordura e flacidez ou de forma separadas de acordo com a necessidade.

Para resultados ainda melhores e potencializados, a Criofrequência pode ser associada a outras terapias como Ultrassom, Endermologia e Criolipólise. Essas terapias também agem na gordura localizada e tem ótimos resultados na remodelação.

A Endermologia é uma tecnologia não-invasiva, que trabalha pressão positiva ou negativa (vácuo). Essa pressão estimula a região e provoca efeitos similares aos de massagens manuais, mobilizando a pele e o tecido subcutâneo de forma profunda.

Os equipamentos de Endermologia mais modernos, como o MultiShape, possuem uma dupla ação sinérgica para mobilização do tecido: a sucção, que gera pressão negativa, e a pressão positiva, gerada pelos rolos presentes no aplicador.

Essa associação gera uma prega cutânea móvel na pele (de tamanho variável de acordo com a regulagem da intensidade), o que estimula a região e provoca sua profunda mobilização, tendo, como consequência, diversos efeitos fisiológicos benéficos para o tratamento de celulites, gordura localizada e remodelamento corporal.

A associação da endermologia com a Criofrequência aumenta a penetração da energia na área tratada, aumentando a circulação sanguínea, estimulando a drenagem linfática e reduzindo a célula de gordura.

Outra tecnologia que pode ser associada à Criofrequência é o Ultrassom Cavitacional, também chamado de ultracavitação, que age através de ondas sonoras de baixa frequência, com vibrações superiores às que o ouvido humano é capaz de identificar.

Através das vibrações geradas pelas ondas sonoras do Ultrassom Cavitacional, há uma formação de microbolhas nas células adiposas que, com o acúmulo de energia gerado pelas vibrações, aumentam de volume e se tornam instáveis.

Nesse processo, chega um determinado momento que essas células se rompem, o que provoca um “derramamento” de gordura no organismo, que é drenado e eliminado pelo sistema linfático.

Quando a Criofrequência é associada ao ultrassom, o tecido adiposo subcutâneo e a flacidez demonstram maior resultado.

Outra terapia que também pode ser associada à Criofrequência é a Criolipólise. Ao contrário do que muita gente pensa, esses procedimentos não são a mesma coisa. Enquanto a primeira técnica utiliza o frio e o calor, a Criolipólise trabalha somente com o frio para provocar a eliminação programada das células de gordura.

Esse tratamento associa o resfriamento selecionado e controlado das células de gordura em temperaturas que variam de 0 a -15ºC. Durante a sessão, a ponteira do equipamento é colocada sobre a pele, realizando um poderoso vácuo, que promove a sucção da pele e congelamento da porção de gordura localizada. Após esse congelamento, os lipídios têm sua estrutura alterada e assumem um formato conhecido como fractal. Após sofrerem essa mudança, os mesmos não são mais reconhecidos pelo organismo e passam a ser considerados corpos estranhos dentro das células adiposas. Quando isso acontece, o organismo elimina as células que contém as gorduras em formato fractal através de uma resposta inflamatória da área.

A Endermologia, o ultrassom, a Criolipólise e a Criofrequência possuem excelentes resultados na prática, porém uma tecnologia não substitui a outra, porque todas elas trabalham com estímulos diferentes, o que gera respostas diferentes no organismo. O melhor é associar essas tecnologias para potencializar os resultados, trazendo satisfação aos clientes que é o que todo profissional busca.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp