05/10/2020 às 14h11min - Atualizada em 05/10/2020 às 14h11min

'Não justifica uma pessoa tão boa ser assassinada brutalmente', diz irmã de mulher morta a facadas pelo marido na Bahia

Crime aconteceu na madrugada deste domingo (4), em Salvador. Homem deu golpes de faca nele mesmo após matar esposa. Ele está internado sob custódia da polícia.

Por G1 BA
Rosilene Souza Barbosa, de 40 anos, que foi morta a facadas pelo próprio marido em Salvador — Foto: Reprodução/TV Bahia

Familiares de Rosilene Souza Barbosa, de 40 anos, que foi morta a facadas pelo próprio marido, dentro de casa em São Gonçalo do Retiro, bairro de Salvador, pedem justiça pelo assassinato dela. O suspeito foi preso momentos após o crime, que aconteceu na madrugada do domingo (4).

Lindinalva Barbosa desabafou sobre a forma brutal como a irmã foi morta. “Eu só espero que a Justiça do homem seja feita, assim como a de Deus. Porque não justifica uma pessoa tão boa, tão calma, ser assassinada brutalmente com sete facadas, de costas, de joelhos orando em uma cama. Isso não é justo”, disse ela emocionada.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que ainda não deu detalhes sobre a situação. O nome do suspeito não foi divulgado.

A família da vítima conta que não havia histórico de agressão por parte dele e acredita que o crime aconteceu após um possível surto psicótico.

“De umas semanas para cá, ela disse que ele estava mostrando comportamento alterado. Ele disse que tinha câmeras na televisão filmando ele, disse que o celular dele tinha sido clonado por alguém. Ele disse que ele estava escutando alguém falando, que alguém estava escutando as conversas dele dentro de casa, coisa que nunca aconteceu”, contou Lindinalva.

O corpo de Rosilene foi levado para a cidade de Alagoinhas, onde deve ser enterrado nesta segunda-feira (5). O crime aconteceu por volta das 0h20 de domingo. Depois de ferir e matar Rosilene, o suspeito esfaqueou a si mesmo.

Familiares contaram que depois de cometer o crime, ele ligou para parentes relatando o caso, esperou a polícia chegar e se entregou.

Ele chegou a ser levado para um hospital e depois foi encaminhado para Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e autuado em flagrante por feminicídio.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp