06/02/2021 às 10h37min - Atualizada em 06/02/2021 às 10h37min

Grupo de proteção animal é conduzido para a delegacia, em ação desastrosa da Vigilância Sanitária de Serrolândia; Município emite nota

Fonte: Augusto Urgente!
Nesta sexta-feira, 05 de fevereiro de 2021, moradores de Serrolândia usaram as redes sociais para demonstrar insatisfação com uma ação considerada desatrosa realizada pela Vigilância Sanitária do Município.

Segundo informações, membros da Organização de Proteção e Resgate de Animais de Serrolândia (Opras) com apoio de uma veterinária de uma ONG de São Paulo realizavam gratuitamente uma ação voluntária de castrações e cirurgias, principalmente de animais abandonados, quando foram surpreendidos por uma denúncia anônima e acabaram sendo conduzidos para a delegacia de polícia de Jacobina.

Ainda de acordo com informações, após a apresentação do material utilizado pelo grupo ao delegado plantonista, ficou constatado que não havia nenhuma ilegalidade, pois haviam notas fiscais, aumentando ainda mais a revoltada do povo com a Vigilância Sanitária.

"Foi uma cena que parecia que estavam prendendo bandidos, nunca vi uma cena dessas, nós estamos ajudando a vigilância sanitária, este serviço é deles e nós estamos fazendo, agora estamos aqui parecendo bandidos" disse um dos conduzidos.

Nota da Vigilância Sanitária

A equipe da vigilância sanitária do município de Serrolândia recebeu uma denúncia no dia 05 de fevereiro de 2021 sobre uma clínica clandestina que estava realizando procedimentos cirúrgicos veterinários , foi realizado uma ação  conjunta com a equipe da vigilância sanitária estadual e polícial militar  e chegando ao endereço informado foi constatado as irregularidades . Toda ação foi seguida pelas legislações sanitária , tendo a necessidade de lavrar o auto de infração e  conduzir até a delegacia os responsáveis por se tratar de um crime de saúde pública na esfera civil , sendo enquadrado na portaria 344/99 , Lei Federal No. 5.991, de 17 de dezembro de 1973, artigo 35, parágrafo único; Lei Federal No. 11.343, de 23/08/2006, artigo 1o parágrafo único e artigo 66;medicamento psicotrópico sem nota fiscal , escrituração , registro e armazenamento incorreto . Local inapropriado para a execução dos procedimentos.

Fonte: Augusto Urgente!

 
 

Abaixo, veja fotos emitidas pela Vigilância Sanitária

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp