05/10/2021 às 21h05min - Atualizada em 06/10/2021 às 00h01min

Pavilhão Japonês reabre ao público com exposição de bonsai e novo mural-homenagem aos imigrantes

SALA DA NOTÍCIA Conteúdo à la carte
Divulgação
Saudando a primavera, o Pavilhão Japonês, localizado no coração do Parque Ibirapuera, inaugura a exposição “Bonsai – Forma e Tempo” no amplo jardim que circunda suas instalações. Todo o espaço passou por renovação, que inclui maior acessibilidade, além de nova pintura e um painel multicolorido, em uma parceria com o Movimento Tudo de Cor, da Tintas Coral.

Trata-se do terceiro ato protagonizado pelo Pavilhão Japonês desde o anúncio do início da pandemia em março de 2020. Com as portas fechadas à visitação pública – mas com a presença de parte da equipe de manutenção –, de maio a agosto de 2020, o Pavilhão protagonizou, ao lado do Museu da Imigração Japonesa do Brasil, a “Campanha Amigo”, visando juntar recursos para arcar com os custos básicos.

O segundo ato aconteceu ainda durante 2020, com a aprovação dos recursos para obras de acessibilidade do Pavilhão Japonês, por meio da assinatura do termo de fomento com a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e a Comissão Extraordinária de Turismo, Lazer e Gastronomia da Câmara Municipal (presidida pelo vereador Rodrigo Hayashi Goulart). As obras de reforma (cujo projeto arquitetônico foi conduzido pelos arquitetos Elizabeth Emi Niwa e Takashi Saito) envolveram as rampas de acesso, a instalação de banheiro acessível e elevador.

Bonsai na reabertura do Pavilhão
“Depois de quase dois anos fechado ao público, estamos ansiosos para mostrar as novidades nas instalações e entrar no ritmo de organização dos eventos culturais”, afirma Claudio Kurita, presidente da Comissão de Administração do Pavilhão Japonês, ao anunciar a próxima atração. Assim, para essa espécie de “terceiro ato”, o início da primavera é referência, quando é apresentado ao público a exposição “Bonsai – Forma e Tempo”, uma das mais tradicionais manifestações culturais japonesas intimamente ligadas à natureza.

“A mostra traz consigo o desafio de ilustrar, com marcos temáticos e formais, o delicado e potente universo das árvores reduzidas”, afirma Agata Takiya, curadora da exposição, acrescentando que “a mostra é a maior já exibida em São Paulo”. Trata-se da oitava edição da mostra de bonsai reunindo exemplares da coleção da empresa especializada Bonsai Kai, que, a exemplo dos anos anteriores, será montada no amplo jardim do Pavilhão, em área aberta e arejada, com cerca de 100 peças raras de mais de 40 espécies de diferentes árvores. A exposição “Bonsai – Forma e Tempo” prossegue até o dia 21 de novembro de 2021.

Painel “Santos Maru” da artista Erica Mizutani
Em parceria com o Movimento Tudo de Cor, da Coral, o Pavilhão Japonês recebeu mais de 300 litros de tintas para revitalização do espaço, além de materiais de sinalização interna e mobiliário de madeira que conta com a proteção dos vernizes Cetol Sparlack. Para coroar essa união em prol da cultura, um grande mural foi feito pela artista Erica Mizutani, em um dos pontos principais do local: a parede situada no lago de carpas. O mural Santos Maru representa não apenas o navio que trouxe seu avô, mas também Kasato Maru, o primeiro a desembarcar no Brasil com imigrantes japoneses, em 1908, e todos os que vieram depois.

“São navios, canoas, diversas imagens, algumas abstratas, representando essas embarcações. Nem sempre literais, algumas contemporâneas. É o ir e vir do mar. A canoa maior talvez represente essa força vinda do meu avô, uma força muito pura, dele sempre aqui ao meu lado”, explica a artista.

A satisfação dessa realização é compartilhada pelo Movimento Tudo de Cor, iniciativa sociocultural sustentável que acredita no poder da cor e busca levar transformação e cidadania para patrimônios culturais, comunidades e espaços de relevância para a sociedade. “Estamos muito contentes em poder contribuir para a renovação desse espaço de valor histórico e arquitetônico que ajuda a preservar a cultura e a memória da imigração japonesa no nosso País, que também faz parte de minha história pessoal”, diz Flavia Takeuchi, gerente de Sustentabilidade da AkzoNobel para a América do Sul. “A cor protege e transforma e são ações como essa que justificam a razão e importância do nosso Movimento há mais de uma década”, completa Elaine Poço, diretora de Pesquisa & Desenvolvimento e Sustentabilidade da AkzoNobel para a América do Sul. Nesse período, o Tudo de Cor já entregou mais de 2 mil projetos, com 17 mil imóveis renovados, 5,5 mil pintores formados e 1,1 milhão de litros de tinta utilizados em iniciativas por todo o Brasil.

Serviços:
Visitas ao Pavilhão Japonês e Exposição “Bonsai - Forma e Tempo”
Dia 02 de outubro até 21 de novembro
Local: Parque do Ibirapuera – portão 10
(próximo ao Planetário e ao Museu Afro Brasil)
Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – São Paulo – SP

Funcionamento: quinta-feira, sexta-feira, sábado, domingo e feriados
Horário: das 10h às 17h.
Informações:
(11) 3208-1755 ou
pavilhao@bunkyo.org.br 

Contribuição - adulto: R$ 15,00
Estudante com carteirinha: R$ 7,00
Idosos a partir de 60 anos: R$ 7,00 (Lei 10.741/2003 – Estatuto do Idoso)
Crianças de 5 a 12 anos: R$ 7,00
Crianças até 4 anos: isento

Atenção:
- Quinta-feira - Entrada Franca
- Doadores da “Campanha Amigo” poderão utilizar seus ingressos

Sobre o Bonsai
O bonsai teve seu início na China, por volta do século. III A.C., mas foram os japoneses que aprimoraram a técnica. Não se trata de uma planta específica, mas sim de uma técnica de cultivo de árvores em vasos pequenos. A estética é fundamental na execução de um bonsai. O objetivo da Arte bonsai é criar uma composição artística, onde usamos como modelo, a própria forma das árvores quando em seu ambiente natural.

Sobre o Pavilhão Japonês
Situado dentro do Parque Ibirapuera, o Pavilhão Japonês foi construído conjuntamente pelo governo japonês e pela comunidade nipo-brasileira, sendo doado à cidade de São Paulo, em 1954, na comemoração do IV Centenário de sua fundação. Com visitas disponíveis de quinta à domingo, o espaço é considerado um dos raros pavilhões fora do Japão a preservar as características originais. O local é uma das referências das autoridades japonesas em visita ao Brasil.

Sobre a Bonsai Kai
A Bonsai Kai atua desde 1995 com o objetivo de oferecer recursos para iniciação, conhecimento e aprofundamento das técnicas ligadas a arte Bonsai. Além de possuir uma das maiores e melhores coleções de bonsai das Américas, a Bonsai Kai importa e comercializa bonsai e itens necessários para seu cultivo.

Sobre Erica Mizutani
Erica Mizutani traz na memória referências estéticas vividas dentro de casa onde a sala fazia de estúdio de criação do pai artista e publicitário. Nascida na cidade de São Paulo, Mizú, como é conhecida pelos amigos, traça seu caminho profissional sempre atrelado ao envolvimento criativo.
Iniciou sua carreira em editoras e agências de publicidade. Cenários importantes para a sua formação atual estética.
Hoje atuando em um campo totalmente autoral, Erica permeia por várias vertentes, ilustrando e pintando em plataformas variadas. Papel, desenho digital, estampas, paredes e telas. Já levou sua arte para lugares distantes, como Bélgica, EUA, França e Japão. No Brasil, suas pinturas e murais estampam desde produtos, embalagens, roupas de grandes marcas, até um mural de 250 metros de extensão na zona portuária no Rio de Janeiro. Empresas como Facebook, Suzano Celulose e Senac também tem as cores da artista em suas paredes.
Seu estilo possui formas naturais e orgânicas, passando em alguns momentos pelo abstrato, criando um universo onírico cheio de transparências e combinações únicas de cores. Destaque especial para os seus desenhos e personagens, onde trazem gestos confortantes, um pouco melancólicos e quase sempre divertidos. Uma tradução leve de sua infância.
Assim é a Mizú, artista, mulher, mãe de 3 filhos e que deseja confortar, espalhar amor e acolhimento com a sua arte.

Sobre a AkzoNobel
Somos pioneiros em um mundo de possibilidades para dar vida às superfícies há mais de 200 anos. Há uma grande chance de você estar perto de um de nossos produtos, pois somos especialistas em cor e proteção. Nosso portfólio de marcas globais – incluindo Coral, International, Sikkens e Interpon – tem a confiança de clientes em todo o mundo. Atuamos em mais de 150 países e buscamos ser líderes da indústria. Afinal, é o que você esperaria da empresa mais sustentável e inovadora de tintas e revestimentos que inventa o futuro há mais de dois séculos. Para obter mais informações, visite www.akzonobel.com. © 2021 Akzo Nobel N.V. Todos os direitos reservados.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp