23/05/2022 às 18h10min - Atualizada em 24/05/2022 às 00h01min

Um ano após conquistar o Everest, Aretha Duarte consolida-se como uma das novas lideranças socioambientais do Brasil

Ao englobar ações sociais e corporativas, seja como palestrante, criadora de conteúdo ou embaixadora da Veolia Brasil, montanhista e primeira negra latino-americana a chegar ao "topo do mundo" no dia 23 de maio de 2021 personifica o conceito de ESG

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho
O termo ESG é cada vez mais empregado no ambiente corporativo. A sigla, inglês para "Environmental, Social, Governance", ganha tradução na voz de uma brasileira. A montanhista e ativista socioambiental Aretha Duarte aplica o conceito "Ambiental, Social, Governança" na prática, com ações que geram impacto positivo junto à sociedade por meio da ecologia, inclusão, diversidade e alta performance. Seja em palestras gratuitas para comunidades ou em apresentações contratadas junto a grandes corporações. Seja desafiando seus limites ao escalar as montanhas mais altas do mundo ou atuando como embaixadora da multinacional francesa Veolia no Brasil, ela se consolida como um dos rostos da nova geração de líderes do Brasil.

Primeira mulher negra latino-americana a chegar ao cume do Everest, Aretha segue escalando outras montanhas pelo Brasil. Desde a conquista da montanha mais alta do mundo, dia 23 de maio de 2021, há exato um ano, não parou de trabalhar em prol de novas metas. Ergueu sua voz e usou sua imagem em mais de 300 palestras, entrevistas, lives, reuniões e participações em eventos sociais e esportivos. Sempre pronta a usar o próprio exemplo de superação e conquista para incentivar as pessoas, especialmente mulheres e jovens, a sonhar, acreditar nesses sonhos e trabalhar para que se tornem realidade.

"Costumo dizer que todos temos o nosso PIB, o Poder Interno Bruto, e é preciso investir emocional e fisicamente para realizá-lo. Em pouco mais de um ano, transformei o sonho de escalar o Everest em realidade e quero, com isso, mostrar que é possível alcançar objetivos, por mais ambiciosos que sejam. Entendo que minha história e postura após a escalada se enquadram no conceito de ESG, com a interconectividade entre cuidado socioambiental (1/3 dos US$ 67 mil para a Expedição Everest veio de reciclagem), alta performance (para a escalada dificílima) e planejamento e execução de metas (engloba toda a organização para chegar ao Nepal). Não podemos esquecer da representação quanto a diversidade e inclusão pelo fato de eu ser uma mulher preta", avalia Aretha.

Palestrante - Equilibrando a agenda entre palestras sociais e corporativas, Aretha tem visitado instituições de ensino públicas, como a Escola Estadual Barão Geraldo de Rezende, no distrito campineiro de Barão Geraldo. "Acho fundamental esse contato direto com os jovens e a possibilidade de mostrar que eles podem sonhar grande", afirma a montanhista, que permanece morando no bairro Capivari, na periferia de Campinas. Entre as empresas, Aretha falou presencialmente na Betterfly e na Inventa, em São Paulo, e tem agenda na PwC, na Ilha de Comandatuba, Bahia. Online, vai trazer sua fala inspiracional para Boticário.

Aretha já palestrou em empresas globais como Ifood, Veolia, Moove, Monte Bravo, Cosan, YPO, Loft, Amazon, entre outras. Também é TED Speaker e ganhadora de prêmios, como o UOL Universa Mulheres Inspiradoras 2021 e Troféu Raça Negra 2021.

Embaixadora - Junto à Veolia, referência mundial em soluções de gestão de energia, água e resíduos para cidades e indústrias, Aretha assume a função de embaixadora socioambiental.  "A Veolia Brasil é uma empresa de transformação ecológica, que busca regeneração e preservação do meio ambiente no nosso país. Entre várias atividades junto à empresa, tenho sido a interlocutora junto às comunidades no entorno de aterros, para falar sobre a importância de darmos atenção e destinação correta aos resíduos. Estou muito empolgada com essa parceria", conta Aretha.

Pedro Prádanos Zarzosa, CEO da Veolia Brasil, compartilha o entusiasmo da montanhista e ativista socioambiental.  "Nossa parceria será muito atuante. Aretha é uma pessoa incrível, que tem os mesmos valores da Veolia. Vamos atuar em conjunto no propósito da Transformação Ecológica, que está totalmente alinhado com a transformação social. É muito enriquecedor tê-la como nossa embaixadora", comenta.

Montanhista - Os projetos relacionados à escalada também seguem cheios de fôlego. Entre junho e julho, Aretha vai lançar o livro que contará sua saga até chegar ao cume do Everest e também vai liderar a Expedição Sajama, na qual será guia de um grupo de brasileiros na escalada da mais alta montanha da Bolívia. Inclusive, um gesto emblemático, e que reforça o empoderamento que ela representa — todos no grupo exceto Aretha são homens, porém ela, única mulher, que irá liderar. Em paralelo, segue em busca de recursos para concretizar o plano de construir paredes de escalada nas periferias do Brasil. "Estamos com esforços para a primeira ser instalada em Campinas ou no Rio de Janeiro. O objetivo é ir além do esporte, proporcionando o desenvolvimento global das pessoas por meio de oficinas de educação financeira, empreendedorismo, tecnologia, sustentabilidade, economia circular e muito mais", explica Aretha.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp