17/06/2022 às 18h21min - Atualizada em 20/06/2022 às 00h01min

Marcelo Del Rio e a banda Os Empenhados apresentam o espetáculo musical "Rei da Cocada Preta" com músicas e histórias de Itamar Assumpção

Artistas trazem show com músicas conhecidas e entrevistas de personalidades das artes sobre vizinho famoso da Zona Leste de São Paulo

SALA DA NOTÍCIA PAULA MARIA CORREA RAMAGEM SOARES
Paula Ramagem
Renato Grieco
 


O cantor e compositor Marcelo Del Rio, ao lado da banda Os Empenhados, formada por jovens músicos penhenses, apresentam o espetáculo musical "Rei da Cocada Preta", com músicas e histórias de Itamar Assumpção, artista que morou grande parte de sua vida no bairro da Penha, na zona leste de São Paulo, e que deixou uma obra internacional baseada na mistura de gêneros e nas experimentações de ritmo, herança das tradições afro-brasileiras e do movimento da vanguarda paulista da época.


Marcelo Del Rio e Os Empenhados são estudiosos da linguagem artística do compositor Itamar Assumpção e, desde 2015, apresentam o espetáculo "Rei da Cocada Preta",  com músicas, poesias e histórias do artista, em teatros, escolas e outros espaços culturais da cidade.


Com o apoio do Programa VAI, edição 2021, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, o show será filmado no dia 8 de julho, sexta-feira, com uma apresentação aberta ao público às 20hs, com entrada gratuita e 200 lugares na plateia.


A apresentação contará com a participação especial da cantora Tata Fernandes, integrante do grupo as Orquídeas do Brasil, que acompanhou Itamar por muitos anos.
 

No repertório do espetáculo estão músicas como Baby, Pretobrás, Nego Dito, Embalos e Outras Capitais, além de poesias, performances teatrais e exibições de vídeo que retratam a vida de Itamar Assumpção. O projeto também apresentará cinco entrevistas, com artistas de diferentes áreas das artes (música, teatro e literatura), onde Pedro Del Rio, baterista do grupo, troca ideias sobre as experiências de cada entrevistado, seguindo a pauta principal que é o entendimento sobre arte independente e realização pessoal.


A obra e a trajetória artística de Itamar devem ser compreendidas como resultado da dinâmica cultural que ocorreu entre o final da década de 70 e o início dos anos 80, com o surgimento do discurso marginal da contracultura, voltada para uma produção artística “independente”, desvinculada da indústria cultural e grandes gravadoras. A cidade de São Paulo concentrava boa parte das insatisfações com as formas de expressão vigentes, motivo pelo qual as muitas canções e escritos deixados por Itamar Assumpção tenham sido pouco executadas na mídia de massa, impedindo o reconhecimento amplo de sua obra, especialmente pelas novas gerações.



Sobre o show "Rei da Cocada Preta"


A ideia do projeto surgiu em 2014, criada pelo artista independente Marcelo Del Rio, que teve sua carreira como músico e compositor iniciada no final dos anos 90, influenciado por Itamar, com quem trabalhou até sua morte. Marcelo e seu filho, Pedro Del Rio, que é produtor musical, músico e baterista do show, reuniram jovens músicos da Penha, a quem apresentaram a obra de Itamar. Com o interesse desses jovens, surgiu o grupo “Os Empenhados”, que acompanha Marcelo no espetáculo e está envolvido no processo de desenvolvimento da linguagem musical apresentada.


O show de estreia, em 2015, contou com as participações de Rubi Assumpção, neta de Itamar, do DJ Marcianno e de Elke Maravilha, que fechou o espetáculo com reflexões sobre a vida e a morte de seu amigo. Desde a formação dos Empenhados, o show “Rei da Cocada Preta” tem sido apresentado em teatros, escolas e espaços culturais da cidade de São Paulo. Mais de 2000 alunos do Ensino Médio da zona leste da cidade de São Paulo assistiram ao show.


Em 2017, Os Empenhados lançaram o clipe : "A Senha é Venha que eu sou da Penha", música já apresentada no show,  com mais de 11 mil visualizações no Facebook. No repertório do espetáculo há músicas de Itamar Assumpção cantadas em alemão, que fazem parte do primeiro EP dos Empenhados, lançado em 2020, "In Deutscher Sprache - Wer hätte das gedacht?".
 

Em 2021, o projeto foi contemplado no Programa VAI, e assim Marcelo Del Rio e Os Empenhados irão filmar o show pela primeira vez no Teatro Flávio Império para ser transmitido posteriormente em 10 diferentes páginas de equipamentos culturais da cidade.

 

Sobre as entrevistas


O projeto também apresentará 5 entrevistas com artistas de diferentes áreas das artes (música, teatro e literatura), onde Pedro Del Rio, baterista do grupo, troca ideias sobre as experiências de cada entrevistado seguindo a pauta principal que é o entendimento sobre arte independente e realização pessoal.


Gravadas em formato online durante a semana de arte moderna de 2022, as conversas estão sendo editadas e serão disponibilizadas após as transmissões do show, sendo que cada entrevista será veiculada em duas páginas de equipamentos culturais públicos.
 


ANELIS ASSUMPÇÃO – compositora e intérprete

LUIZ CHAGAS – jornalista, compositor e músico

NINA OLIVEIRA – compositora, multi-instrumentista e intérprete

ANTONIO GINCO – professor, ator, autor e diretor

JEOVÁ SANTANA – escritor e doutor em educação e ciências sociais


 
Locais de Transmissão/Centros Culturais e Casas de Cultura



O espetáculo será transmitido em 10 equipamentos culturais públicos, nos seus canais de maior audiência, como Centros Culturais e Casas de Cultura.  

ZONA NORTE

Centro Cultural da Juventude – CCJ

Casa de Cultura da Vila Guilherme – CASARÃO        

ZONA SUL

Centro Cultural das Culturas Negras – CCCNEGRAS

Casa de Cultura Chico Science

CENTRO

 
Centro Cultural Vila Itororó – VILA ITORORÓ

ZONA OESTE

Centro Cultural Tendal da Lapa – TENDAL DA LAPA

Casa de Cultura Butantã

ZONA LESTE

Centro Cultural da Penha – CCPENHA

Teatro Flávio Império

 


Sobre Itamar Assumpção


Cantor, compositor e escritor paulista, Itamar Assumpção nasceu em 13 de setembro de 1949, na cidade de Tietê. Morou no sul do Brasil e, nos anos 70, mudou-se para a cidade de São Paulo, onde passou boa parte de sua vida no bairro da Penha, na zona leste da cidade, criando poesias e músicas. Gravou 9 discos e produziu alguns outros. Apresentou-se em vários palcos do Brasil e do exterior.


Morreu em 12 de junho de 2003, aos 53 anos, e tornou-se figura de destaque na cultura de seu país. A obra de Itamar Assumpção é fundamentada por um estilo de composição complexo, valorização da música e da poesia, críticas sociais e temas que levam à reflexão. As muitas canções e escritos deixados por Itamar têm vasto conteúdo cultural, assim como outros grandes compositores da MPB, mas, por ele ter assumido a arte de forma independente, suas canções foram pouco executadas na mídia de massa, o que impediu o reconhecimento de sua obra.


Ações recentes têm colaborado para levar a obra de Itamar ao conhecimento do público. É o caso do MU.ITA (Museu Itamar Assumpção), disponível na Internet desde 2020, com muitas informações sobre esse importante artista brasileiro.
 
 
Instagram: @empenhados

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp