17/12/2016 às 11h38min - Atualizada em 17/12/2016 às 11h38min

Tem Serrolandense na final em corrida de aventura - Lucas Novais integra Equipe de Feira de Santana

A corrida de aventura é um evento esportivo multidisciplinar que envolve, principalmente, as modalidades de orientação, trekking (corrida pedestre), mountain bike, canoagem e técnicas verticais (rapel)

Folha do Estado da Bahia

No próximo sábado e domingo - 17 e 18 de dezembro - será realizada em Serra do Cipó - Tabuleiro, Minas Gerais a grande final do Campeonato Brasileiro de Corrida de Aventura. A competição terá aproximadamente 130 km de corrida contando com a participação dos melhores corredores de aventura do Brasil. O percurso terá uma média de 16 a 18 horas de prova, sendo que só os três melhores quartetos e duplas de cada Federação conseguem índice para disputar o Brasileiro.


A Federação Baiana de Aventura conseguiu pré-classificar para final do Campeonato Brasileiro de Corrida de Aventura, as equipes: Caatinga Trekkees, Gantuá, Aventureiros do Agreste, Avant Adventure, Thander Adventure e Direction Insanos.


A associação feirense Caatinga Trekkers será representada através do quarteto - Márcia Libânea, Ênio Paulo Domingos, Evisson Azevedo, Tiago Gomes e dupla masculina - Lucas Novais e Heron Ferreira.


Como será a prova:


Largada: Trekking + Canoagem – 7 km – Trecho de grande beleza natural e técnico.


2ª Perna: Mountain Bike – 39 km – Bike por estradas e trilhas.


3ª Perna: Trekking 28 km – Trecho mais selvagem da prova, com varias opções de navegação.


Bike: 20 km – Bike por estradas.


Canoagem 10 km – Rio sinuoso com pouca água em alguns trechos


Trekking 5 km – Estrada.


Bike 20 km – Chegada.


A corrida de aventura é um evento esportivo multidisciplinar que envolve, principalmente, as modalidades de orientação, trekking (corrida pedestre), mountain bike, canoagem e técnicas verticais (rapel).


Existem diferentes formatos da corrida, desde percurso com 8 horas de duração até 15 dias. Normalmente, os locais das competições são remotos e "selvagens", nos quais os atletas devem ser autossuficientes para cumprir a rota em menor tempo, passando, obrigatoriamente, nos pontos de controle (PCs) em ordem crescente.


As categorias são divididas em quartetos mistos (mulher e homem), duplas masculinas, duplas mistas. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp