06/02/2017 às 14h11min - Atualizada em 06/02/2017 às 14h11min

Espírito Santo registra mais de 50 mortes em dois dias, afirma sindicato

Além disso, foram registradas 37 tentativas de homicídios e, segundo informações do Sindicato dos Policiais Civis, aconteceram 52 mortes desde a madrugada do último sábado (4)

- Redação Folha Vitória
Folha Vitória

A insegurança tem preocupado os capixabas nos últimos dias com a manifestação dos familiares dos Polícias Militares. A paralisação da corporação fez com que o número de crimes aumentassem no Espírito Santo. 

De acordo com a Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), foram registradas 19 assassinatos em menos de 24 horas na Grande Vitória.

Além disso, foram registradas 37 tentativas de homicídios e, segundo informações do Sindicato dos Policiais Civis, aconteceram 52 mortes desde a madrugada do último sábado (4).

Força Nacional

O Governo Federal autorizou o envio da Força Nacional e das Forças Armadas para reforçar o policiamento nas ruas de cidades do Espírito Santo, informou o secretário de Segurança Pública do Estado, André Garcia. A expectativa dele é de que ainda nesta segunda-feira, 6, as tropas estejam nas ruas e a situação comece a voltar à normalidade.

Desde a noite de sexta-feira (03), familiares e amigos de policiais militares estão realizando manifestações em ao menos 30 cidades do Espírito Santo, impedindo a saída das viaturas para as ruas e afetando a segurança desses municípios.

No domingo, dia 5, o comando da Polícia Militar foi substituído. O governador em exercício, César Colnago (PSDB), pediu o apoio do Ministério da Justiça para o envio da Força Nacional e da Defesa para as tropas militares, disse o secretário. O pedido foi reforçado pelo governador, Paulo César Hartung (PSDB), que está internado em São Paulo, ao presidente Michel Temer - e teve resposta positiva, segundo o secretário.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp