29/07/2022 às 20h41min - Atualizada em 31/07/2022 às 00h00min

Como se preparar financeiramente para as férias?

Especialista em administração da Unopar dá dicas para organizar o orçamento

SALA DA NOTÍCIA Unopar
Unopar
Pixabay
Para muitos, o período de férias é sinônimo de viagens e lazer com amigos e família, o que pode gerar custos excessivos. Independente do destino ou diversão escolhida, o importante é que a programação esteja organizada dentro do orçamento para evitar transtornos posteriores com as finanças.

De acordo com o administrador Gabriel Manganaro Ramos Quirino, professor do curso de Administração da Unopar, é possível desfrutar dos passeios sem voltar para casa com acúmulo de boletos e sem dinheiro para quitá-los. “Nesse caso, antecedência e planejamento devem ser colocados em primeiro lugar, pois o ideal é organizar as contas antecipadamente para não voltar das férias com dívidas que impossibilitem momentos de lazer durante os finais de semana por terem realizado muitos gastos nas férias. É preciso pensar que além do período de descanso se faz necessário a programação para os demais meses do ano. Se os passeios acontecem a cada ciclo, planejem o próximo destino logo que retornarem da viagem anterior”, aconselha.

Com o intuito de alcançar as férias com tranquilidade e dinheiro no bolso, o professor elenca algumas dicas importantes:

Determine o quanto é possível economizar
Já sabendo que terá gastos acima do normal, fora da rotina, faça uma planilha e liste suas despesas fixas. Desta forma, é possível visualizar o quanto tem condições de guardar para o período de descanso.
“Fica mais fácil mensurar seus ganhos e gastos visualizando em uma planilha. Você pode identificar despesas desnecessárias e, assim, estipular um valor específico para as férias. Isso vai te ajudar a ter uma noção da quantia que você terá até uma determinada data e vai evitar que você acabe contraindo dívidas sem necessidade”, explica Quirino.

Liste seus roteiros e visitas com antecedência
Sempre que for possível, reserve um tempo para listar os lugares que deseja visitar, caso o período de férias seja voltado realmente para viajar. Mas ainda que não haja programação para pegar a estrada, pense com antecedência no que quer fazer no período de descanso. Agir por impulso ou aceitar convites de última hora podem comprometer sua renda.
“Lembre-se que o planejamento e dinheiro em mãos ajudam a conseguir descontos, principalmente na compra de passagens aéreas e hotéis, que podem oferecer boas propostas para reservas antecipadas e pagamentos à vista. As finanças são inimigas das compras compulsivas”, alerta.

Estipule o período
O tempo de férias é diferente do período de viagem. É importante estabelecer alguns dias para organizar a casa, concluir tarefas pendentes, geralmente mais difíceis de realizar em virtude do trabalho, e tirar um tempo realmente dedicado ao descanso. “Durante as férias, defina quantos dias serão dedicados à viagem. Quando for possível, esteja na contramão da maioria, em vez de tirar férias nos meses mais concorridos do ano, tente aqueles cuja procura seja menor, assim a demanda por passagens e reservas em hotéis reduz e os custos também”, indica o docente.

Calcule os custos
“Por mais planejamento que se faça, há situações incontroláveis e que acabam fazendo com que custos extras ocorram durante o trajeto, reserve valor extra. Não tenha a quantia exata para as suas férias. Considere tudo que envolva seus dias de folga: passeios, idas a restaurantes, visitas a museus, cinemas, destinos turísticos. Não é possível encontrar o valor exato, mas, faça pesquisas, crie uma estimativa das despesas previstas e reserve valor para imprevistos”, diz.

Avalie a “saúde” das finanças
Durante as férias boa parte das pessoas desejam mesmo curtir sem pensar em contas, dívidas e preocupações. Afinal, o momento é para descontrair e esquecer a rotina estressante. Para isso, o ideal é ter em mãos toda a verba que irá bancar a diversão. Mas para quem não reservou nenhum valor, Gabriel Manganaro Ramos Quirino, faz uma sugestão. “Vale postergar a viagem para evitar longos parcelamentos que comprometam o orçamento futuro. Ao invés de destinos mais distantes e caros, opte por cidades mais próximas, casa de amigos e parentes, evitando hospedagens ou, ainda, busque alternativas mais simples de diversão na sua cidade”, finaliza.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp